quinta-feira, 16 de junho de 2016

Por enquanto, não há uma só alma humana no Reino de Deus.



“Os mortos não louvam ao Senhor, nem os que descem ao silêncio”.  Salmos 115:17


Eu, Waldecy Antonio Simões, internauta ativo na propagação da Palavra de Deus, pertenço a uma das 398 congregações pelo mundo que santificam o sábado como o Dia do Senhor, portanto, somos os remanescentes que não aceitaram a subserviência ao papado romano de tantos erros. Siga o Link:

http://gospel-semeadores-da.forumeiros.com/t12521-todas-as-igrejas-que-guardam-o-sabado. 

“Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo”. Romanos 9:27

Afirmo e vamos provar, aqui, segundo a Palavra de Deus que, por enquanto, não há sequer uma só alma ou espírito de qualquer ser humano no Céu, no Paraíso, no Reino do Senhor Deus, desde Adão e Eva até hoje, e assim o será até a Consumação dos séculos.

A Escritura não pode ser anulada”. Jesus, em  João 10:35  

Antes de ser executado pela impiedade humana, Jesus reuniu-se com seus apóstolos, seus amigos, que por três anos junto a Jesus representavam a Humanidade e, ali, numa espécie de despedida, antes das Dores fez uma Grandiosa Revelação. 

Devemos ter em conta que tudo o que Jesus ensinou, todos os seus exemplos de vida, todas as suas revelações e Parábolas, colocados para melhor entendimento junto aos seus apóstolos, visaram também você,  eu,  e a toda a Humanidade, pois  se não fosse assim, se os ensinamentos, os exemplos e promessas tivessem sido dirigidos exclusivamente aos doze, o Evangelho teria se caracterizado apenas como meros livros históricos.

Por isso, essa grande revelação abaixo, que se apresenta como uma GRANDE PROMESSA, foi dirigida, também, diretamente a você.

VAMOS Á GRANDE REVELAÇÃO, PELA QUAL JESUS NOS INFORMA QUE, QUEM MERECER, SÓ SUBIRÁ AO REINO DE DEUS NO GRANDE DIA EM QUE ELE, FINALMENTE, VOLTARÁ À TERRA, EM TODA A SUA GLÓRIA:

Antes da Grande Revelação, Jesus se identifica com toda a autoridade, pois veio à Terra como o Verbo de Deus, mesmo sendo colocado pelo Pai na Terra menor que os anjos, ele falava diretamente por Deus Pai:

“Não se perturbe o vosso coração. Credes em Deus, credes, também, em mim.   Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu não lhes teria dito. Pois vou preparar-vos um lugar. E quando eu for e vos preparar um lugarvoltarei e vos receberei para mim mesmo, para que onde estou, estejais vós, também”.   Jesus, no Evangelho de João, 14. 1 a 3

Acabaram-se os contos de fadas! O Próprio Jesus esclarece que por enquanto não há uma só alma humana no Céu de Deus. Nem Elias, nem Enoque, nem Davi, nem Maria, nem João Batista, nem Estêvão...  Essa revelação, e  muitas outras colocadas abaixo, não concedem dupla interpretação, pois de Jesus afirmou que  somente QUANDO ELE VOLTAR, vai levar ao Reino de Deus seus amigos (e a nós todos, por merecimento) então, somente no Grande Dia da Volta do Mestre os portais do Reino de Deus serão abertos aos mortais.

Portanto, segundo essa importantíssima revelação de Jesus citada em João 14, nem mesmo os espíritos dos apóstolos de Jesus, nem o de sua mãe estão no Céu, pois se é absolutamente certo que se Jesus VAI VOLTAR para buscá-los, é certo que ainda não estão no Céu.

Infelizmente, a maioria dos pastores evangélicos, católicos e ortodoxos,  tentam fugir da Palavra Escrita de Deus, como no caso apontado de João 14:1 a 3, quando  atingem suas doutrinas, suas crenças, suas tradições e isso é um GRAVÍSSIMO ERRO, e responderão sobre isso, justamente no Grande Dia de Jesus. quando serão cobrados pelo seu farisaísmo e hipocrisia.

Ora, quando Jesus vai voltar? Mas isso todos os cristãos têm a reposta e creem: Jesus vi voltar num dia incerto para fazer valer a Justiça de Deus que nunca tivemos na Terra, quando os que dormem ressuscitarão e os santos vivos serão transformados e retirados da Terra antes das tremendas tribulações anunciadas no Evangelho, principalmente no Apocalipse. 

Então, os apóstolos, todos os chamados santos enquanto vivos, os que morreram em Cristo, serão acordados do sono no GRANDE DIA e surgirão no céu completamente visíveis a TODAS AS NAÇÕES, em triunfo, junto com Jesus e seus anjos, para receberem a glória no Reino de Deus, repetidamente prometida pelo Senhor Jesus!  Esses santos que virão com Jesus não necessitarão ser julgados, pois optaram  pela santidade em vida.


“Para confirmar os vossos corações, para que sejais irrepreensíveis em santidade diante de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo com todos os seus santos”. 1 Tessalonicenses 3:13


“E destes profetizou também Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que é vindo o Senhor com milhares de seus santos”  Judas 1:14

Os santos citados aqui nada tem a ver com "santos" católicos "santificados" pelo homem, pois santificar é algo inefável e, por isso mesmo, só quem pode santificar é o Senhor Deus.  TODAS as citações com a palavra SANTO no Evangelho se referem aos santos se referem aos santos em vida. 

Os santos citados acima serão os justos que estão dormindo que por sua fidelidade não necessitarão de Julgamento Final.  Esses serão os primeiros a serem acordados para integrarem a Grande Comitiva de Jesus quando ele surgir em sua Grande e Gloriosa Volta à Terra!

No Evangelho não há uma só citação a respeito de santos mortos, nem mesmo sobre João Batista ou Estêvão, os dois primeiros mártires cristãos. No Evangelho, toda a citação da palavra santos, se refere aos vivos que viveram segundo a Obediência a Deus Pai e a vivência dos preceitos de Jesus.

Jesus declara que só ele subiu ao Céu:

“Ora, ninguém subiu ao céu, senão aquele que de lá desceu, a saber, o Filho do Homem” Revelação do próprio Jesus, em João, 3.13.

Nem Davi subiu aos Céus porque também está dormindo, como todos os justos, aguardando o Grande Dia de Jesus:

“Porque Davi não subiu aos céus, mas ele próprio declara: Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita,  até que eu ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés”.  Atos dos Apóstolos, 2.34.

Portanto, quem ensina que Maria, a santa (em vida), a mãe de Jesus está no Reino de Deus, intercedendo pelos católicos é um tolo que não conhece as Escrituras,  um tolo que se deixa levar pelos crassos erros dos clérigos católicos, pois todos os que faleceram, desde Adão e Eva, estão dormindo e só serão acordados na Ressurreição dos mortos, no Grande Dia de Jesus. 

Quanto à Maria, sem ela saber, pois também dorme, sofreu um dos maiores estelionatos religiosos da História, como sempre idealizado pela Igreja Católica, pois o Papa Pio XII, sabidamente racista, antissemitista, decretou que os anjos de Deus levaram o velho corpo de Maria para o Reino de Deus e o pior aconteceu: os católicos acreditaram nessa imensa baboseira.  Por isso mesmo, o maior o maior "santificador" do mundo, o Papa João Paulo II tentou "santificar" até o Papa Pio 12, o amigo de Hitler, mas o mundo protestou tanto que ele teve de desistir da infeliz ideia. 

O Papa João Paulo II "santificou" nada menos que 482 pessoas, sendo que no Evangelho não há uma só notação de os apóstolos de Jesus -- incluindo Simão Pedro, o "primeiro papa"  -- terem "santificado" uma só pessoa, nem mesmo os dois primeiros mártires do cristianismo: João Batista e Estêvão. Por isso que afirmo que a doutrina católica mais se assemelha a uma Grande Seita:




Quanto a todos os que falecem, justos ou injustos, passam a dormir, descansar.  O anjo do Senhor disse o mesmo ao amado profeta Daniel.  O anjo de Deus avisa a Daniel que ele vai dormir, descansar e ao FIM DOS DIAS, no Grande Dia da Volta de Jesus será acordado para receber as glórias eternas de Deus, pois também virá em triunfo na Comitiva divina de Jesus!

“Tu, porém, segue o teu caminho até ao fim; pois descansarás e, ao fim dos dias, te levantarás para receber a tua herança”. Daniel 12.13. 

Nem o ladrão crucificado ao lado de Jesus subiu ao Reino de Deus junto com Jesus, pois o mesmo Jesus afirmou, três dias depois, que ainda não havia subido ao Céu:

Vamos ver o que Jesus respondeu à Maria Madalena, logo depois de ressuscitado:

“Não me detenhas, porque AINDA NÃO SUBI PARA MEU PAI. Mas vai ter com seus irmãos e diga-lhes: Subo para o meu Pai e vosso Pai; meu Deus e vosso Deus”.  Jesus, em João, 20.17.

Ora, depois de Jesus ter dito ao criminoso que ambos estariam no  Paraíso naquele mesmo dia, se Jesus, mesmo depois de três dias, declarou que ainda não havia subido?  Trata-se de um conflito bíblico? Jesus se contradisse?


Mas, como Jesus revelou que três dias depois ainda não havia subido ao Paraíso, o criminoso crucificado ao lado de Jesus também não subiu, então, assim como Daniel, Davi, Enoque, Elias e todos os justos e injustos desde Adão e Eva estão dormindo, aguardando a Grande Ressurreição no Grande Dia da Volta de Jesus.  O ladrão pode ter subido a um dos três paraísos citados pelo apóstolo Paulo, mas não para o Reino de Deus:

“Conheço um homem em Cristo que há catorze anos (se no corpo, não sei, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) foi arrebatado ao terceiro céu. E sei que o tal homem (se no corpo, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe)  Foi arrebatado ao paraíso; e ouviu palavras inefáveis, que ao homem não é lícito falar”.   2 Coríntios 12:2-4

Então, como as Escrituras nos revelam que, por enquanto,  não há uma só alma de humanos no Reino de Deus e, segundo João 14: 1-3  Jesus nos revela que só subiremos ao Reino de Deus no Grande dia da Ressurreição, pois até lá todos estarão dormindo, Jesus bem pode ter citado um desses céus onde o ladrão e todos estarão dormindo. 1 Tessalonicenses 4:13 e seguintes.


Quanto a Jesus afirmar ao criminoso crucificado ao seu lado que ele subiria ao Céu juntamente com ele, naquele mesmo dia, podemos até ver isso como uma contradição bíblica muito forte,  pois três dias depois disso, logo após a Ressurreição, ele declarou à Maria Madalena que ainda não havia subido ao Céu, mas Jesus às vezes dizia coisas no sentido figurado, como foi figurado quando declarou, peremptoriamente, que voltaria à Terra antes que o último da geração presente morresse.

Portanto,  ao afirmar que voltaria antes que se passasse a geração presente, Jesus bem poderia estar se referido à geração pós-Dilúvio, pois os dias de Deus não são os nossos, em cuja revelação do Evangelho, coloca dúvida se a Criação aconteceu nos sete dias nossos, ou nos sete dias de Deus, como reza a Ciência.


"Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia". 2 Pedro 3:8.   Segundo a Ciência, o Planeta Terra tem 4.6 bilhões de anos dos nossos.


Por isso, quando Jesus disse ao criminoso que ele estaria no Céu naquele mesmo dia, ele deve  ter se referido ao dia de Deus, bem mais longo que os nossos dias de 24 horas. De outra forma, o próprio Jesus estaria se contradizendo fortemente ao afirmar que ninguém subiu ao Céu senão Ele; que ninguém viu a Deus e que os mortos, em geral, aguardarão o dia da Ressurreição para acordarem de suas sepulturas, boa parte para enfrentar o Grande Julgamento bem definido em Mateus, 25.31 a 44.

O apóstolo Paulo, que falava e escrevia sob a inspiração do Espírito Santo de Deus, bem pode nos ter concedido a resposta bíblica:


“Conheço um homem em Cristo que há catorze anos (se no corpo, não sei, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) foi arrebatado ao terceiro céu    E sei que o tal homem (se no corpo, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe)”.  2 Coríntios 12:2 -3.


Mas, como Jesus revelou que três dias depois ainda não havia subido ao Céu, no caso ao Reino de Deus, mas talvez ao terceiro céu onde está dormindo, como todos os que falecem, assim também como Daniel, Davi, Enoque, Elias e todos os justos desde Adão e Eva, Maria, a santa em vida, a mãe de Jesus estão dormindo, aguardando a Grande Ressurreição no Grande Dia da Volta de Jesus:

“Porque o Filho do Homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e, então, retribuirá a cada um conforme as suas obras”. Jesus, revelando em Mateus 16:27 que somente do Grande Dia de sua Volta é que os merecimentos do Céu serão dados a quem mereceu, merece ou merecerá!  As Palavras e, então,  não deixam dúvida alguma dessa futura grandiosidade!

O próprio Jesus reforça essa revelação ao dizer que quando voltar, vai reunir à sua frente TODAS AS NAÇÕES (desde Adão e Eva) e todos serão julgados:

“Quando vier o Filho do Homem na sua majestade e todos os anjos com ele, então, se assentará no trono da sua glória;  e todas as nações serão reunidas em sua presença, e ele separará uns dos outros, como o pastor separa dos cabritos as ovelhas; e porá as ovelhas à sua direita, mas os cabritos, à esquerda; então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo".  
Jesus, em Mateus, 25.3 1, revelando que somente no seu Grande Dia os bons serão premiados com um lugar no Reino de Deus e os ímpios incorrigíveis serão condenados, segundo os desígnios de Deus Pai.

O interessante no texto acima é que Jesus  indica a salvação pelas boas obras de caridade e a condenação pela falta delas. Basta ler Mateus 25:31 a 44 para comprovar.




“Então ouvi uma voz do céu, que dizia: Escreve: Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem dos seus trabalhos, pois as suas obras os acompanham”.  Apocalipse, 14.13.

descansem dos seus trabalhos, pois o Julgamento Final, segundo as obras de cada um, se dará no Grande Dia da Volta de Jesus!

Na Parábola do Joio e do Trigo, Jesus reafirma o Julgamento Geral e Final:

“Então, despedindo as multidões, foi Jesus para casa. E, chegando-se a ele os seus discípulos, disseram: Explica-nos a parábola do joio do campo.

E ele respondeu: O que semeia a boa semente é o Filho do Homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno;  o inimigo que o semeou é o diabo; a ceifa é a consumação dos séculos, e os ceifeiros são os anjos.

Pois, assim como o joio é colhido e lançado ao fogo, assim será na consumação do século.

 Mandará o Filho do Homem os seus anjos, que ajuntarão do seu reino todos os escândalos e os que praticam a iniquidade e os lançarão na fornalha acesa; ali haverá choro e ranger de dentes
Então, os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”.  Jesus, em Mateus, capítulo 13, a partir do verso 36.

Notem os irmãos: Jesus fala de um futuroe não do presente como também não do passado. A Ceifa, a colheita dos justos de Deus que será realizada pelos anjos  se dará Consumação dos Séculos, como também o Inferno será destinado apenas aos ímpios incorrigíveis. No Grande Dia de Jesus, ele voltará trazendo consigo todos os santos em vida que ora dormem, aguardando a sua volta.

Jesus revela, novamente, que concederá BÊNÇÃOS ou MALDIÇÕES segundo seus merecimentos, quando ele Voltar:

“Continue o injusto fazendo injustiça, continue o imundo ainda sendo imundo; o justo continue na prática da justiça, e o santo continue a santificar-se. E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras”Apocalipse, 22.12.

Naquele dia, vós conhecereis que eu estou em meu Pai, e vós, em mim, e eu, em vós”.  Jesus, em João, 14.20.     Naquele dia: No Grande Dia da Volta de Jesus!

O Evangelho nos revela que Jesus surgirá visivelmente ao mundo inteiro, e virá acompanhado dos santos que estarão dormindo até aquele instante:

“Para estes também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que veio o Senhor com os seus milhares de santos para executar juízo sobre todos e convencer a todos os ímpios de todas as obras de impiedade, que impiamente cometeram, e de todas as duras palavras que ímpios pecadores contra ele proferiram”.  O Evangelho de Judas, verso 14.

Todas essas revelações de Jesus desmentem, completamente, a teoria católica que tenta fazer crer num julgamento divino imediato para todo ser humano que falece. 

Organização das Nações Unidas estima que 102 pessoas morrem por minuto no mundo, ou seja, 146.880 por dia e isso fora os tempos de grandes guerras.  Portanto, o clero católico quer que haja 146.880 julgamentos no Céu de Deus todos os dias.  Uma grande tolice, pois anula inúmeras declarações de Jesus a respeito do Julgamento Final, onde ele, desta vez, será a Juiz Universal!


Atentem para isso: Eis que veio o Senhor com os seus milhares de santos. Como já coloquei acima, esses milhares de santos, nada tem a ver com "santos" católicos "santificados" irregularmente pelo homem e não por Deus, mas no caso aqui, os santos são aqueles santificados por Deus, os que demonstraram santidade em vida, e que por isso estarão isentos de qualquer julgamento.  Jesus os acordará de seu sono e os trará com eles junto com sua comitiva de anjos, em glorioso triunfo.  E o melhor de tudo é que você poderá fazer parte dessa Monumental Comitiva Divina, Triunfal, se, de hoje em diante, passar a viver o cristianismo da mesma forma que Jesus ensinou ao Jovem Rico:  quando revelou que existem duas principais condições sinequanon para a Salvação:

1) Obedecer a Deus Pai na guarda de seus mandamentos (são 10)

2)  Completar os merecimentos
praticando boas obras a favor dos que mais necessitam.

O Exemplo de Jesus a respeito do Jovem Rico 
    http://oexemplodojovemrico.blogspot.com.br/ 

“Respondeu-lhe Jesus: Teu irmão há de ressurgir. Disse-lhe Marta: Sei que ele há de ressurgir na ressurreição, no último dia”.  João, 11.23

O Evangelho de Paulo nos revela o mesmo:

“Não queremos, pois, irmãos, que ignorais a respeito dos que dormem, para não vos entristecerdes como os demais, que não têm esperança. Pois, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim, também, Deus trará em sua companhia os que dormem. Ora, ainda declaramos, por Palavras do Senhor, que nós, os vivos, ficaremos até a Vinda do Senhor, de modo algum precederemos os que dormem Porquanto o Senhor, dada a Sua Palavra de ordem, ouvida a voz do Arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles (os que dormiam) entre as nuvens, para o encontro com o Senhor, nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor”.  I Tessalonicenses, capítulo, 4.13 e seguintes.

 “Em verdade, ainda que ausente em pessoa, já sentenciei, com se estivesse presente, que o autor de tal infâmia, seja, em Nome do Senhor Jesus, seja esse homem entregue a Satanás, para mortificação do seu corpo, a fim de que sua alma  seja salva no dia do Senhor”.   Concessões do Senhor Deus, na Primeira Carta aos Coríntios,  5.3 a 5




Ora, a alma será salva no Dia do Senhor, ou seja, no Grande Dia da Volta de Jesus, portanto, essa história de julgamento particular para cada ser que falece é uma tolice imensa, pois não está fundamentada na Bíblia. 

NÃO existe uma só linha no Evangelho que aponte para o julgamento particular de cada um no momento de sua morte, assim também como não há uma só alusão a santos mortos, mas apenas a santos vivos.  Da mesma forma, não há uma só alusão a oração pelos mortos, mas há muitas e muitas sobre a utilidade da oração dos vivos pelos os vivos.

Novamente, o Evangelho de Paulo condiciona a entrada dos justo no Reino de Deus, no Dia em que Jesus voltar:

“Portanto, nada julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor, o qual não somente trará à plena luz as coisas ocultas das trevas, mas também manifestará os desígnios dos corações; e, então, cada um receberá o seu louvor da parte de Deus”.  I Coríntios, 4.5.

Até que venha o Senhor... Então cada ser humano justo no Grande Dia da Volta de Jesus receberá a glória de subir ao Céu para lá viver para sempre!

O maior mal da maioria cristã é que não fundamenta sua crença exclusivamente nas Escrituras, mas acredita em tudo o que lhe foi ensinado, sem conferir tudo na Palavra de Deus Escrita.  A maioria nem lê e, por isso, não conseguirá meditar no que Está Escrito, muito menos conseguirá RACIOCINAR, um verbo importantíssimo na prática da sabedoria.

Dessa forma, Está Escrito que, no dia da Grande Volta de Jesus à Terra, surgirá de modo visível juntamente com seus anjos para premiar os que aceitaram viver pelo Grande Sacrifício do Cordeiro, e julgar os que amaram mais as coisas do mundo, então, sim, o Reino de Deus será aberto eternamente aos que viveram a santidade.

Os clérigos católicos e ortodoxos, na sua debilidade espiritual (todos eles, desde padres a anciãos e papas), afirmam que Maria, a santa em vida,  mãe de Jesus, está no Céu intercedendo pelo seu povo, mas isso é uma mentira de grandes proporções, pois Maria também está dormindo o sono dos justos.

A Palavra de Deus nos revela que no céu não haverá lembranças das coisas da terra, por isso mesmo é ridícula a crença que Maria intercede pelos católicos no Reino de Deus.

“Pois eu crio os Novos Céus e Nova Terra, e neles não haverá lembranças das coisas passadas. Jamais haverá memórias delas”.   Isaías, 65.17.

Que Céu de felicidade total seria esse no qual os espíritos dos humanos, transformados em anjos, pudessem ficar a se preocupar com as coisas da Terra? Isso estaria contra as promessas de Deus no Apocalipse que revelam que no Céu não haverá choros, tristezas e nem preocupações.

Jesus ainda revela que no Céu não haverá homens ou mulheres, o que desmente os clérigos que ensinam que Maria está junto de Deus intercedendo pelos católicos:

 “Porque, na ressurreição, nem se casam, nem se dão em casamento; são, porém, com anjos do Céu”.  Mateus, 22.30.

Portanto, quem conseguir ingressar no Céu, será tão imensamente feliz que as alegres ou as tristes lembranças do tempo de vida na Terra serão absolutamente apagados da memória.  

Ora, não crer nessa revelação de Jesus apenas porque você aprendeu diferente, porque aprendeu dos homens, porque acredita mais nas doutrinas humanas, não deve crer em mais nada do que Jesus nos revelou, pois não se pode ficar a escolher  somente os preceitos que lhe interessam.

Mas o que aconteceu com os apóstolos de Jesus depois que faleceram, aos quais Jesus prometeu, solenemente, que no Grande Dia voltará para buscá-los, elevando-os naquele dia ao Reino de Deus?

Uma vez, um frade católico tentou me repreender: “Ora, você quer agora criar no Céu um imenso depósito de mortos dorminhocos?”.

Bem, respondi a ele:  "Frade, primeiramente, desmentindo a tal Assunção de Maria ao Céu, lá jamais haverá corpos de humanos e isso Está Escrito no Apocalipse e em 1 Coríntios 15:51 e seguintes, portanto jamais haverá depósitos de corpos ,jocosamente citados pelo senhor.  E Está Escrito em João 14:1 a 3; em 1 Tessalonicenses 4:13 e seguintes; e novamente em 1 Coríntios 15:51 e seguintes, que não há uma só alma de humano no Reino de Deus, pois todos estão dormindo.  Sobretudo  espíritos não ocupam espaços. Quanto a isso, Jesus perguntou a um demônio que havia invadido o corpo de um homem:

E Jesus lhe ordena, perguntando: “Qual é o seu nome?.“
“Legião é o meu nome, porque somos muitos”. 

Um só corpo humano hospedava inúmeros espíritos malignos.  Somente por essas revelações o tal Purgatório católico fica desmoralizado.  Notou, frade?  Então faça por orientar-se somente pelas Escrituras...".

Jesus expulsa os males, mostrando que, quando o mal é maior, o corpo do sofredor pode estar acolhendo dois ou uma legião de espíritos impuros. Desse modo, Cristo nos revela que espíritos não ocupam espaço físico.

Em segundo lugar, não fui em que inventei isso, mas está por todo o Evangelho e, se está, foi revelado pelo Espírito Santo de Deus.

 “O Senhor vos faça crescer e aumentar no amor uns para com outros a outros para com todos, como também nós para convosco, afim de que seja o vosso coração confirmado em santidade, isento de culpa, na presença de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus, com todos os seus santos”.  Paulo, em I Tessalonicenses, 3.13.

Com todos os seus santos. Aqui o Evangelho de Paulo alia esse preceito aos de Tessalonicenses, 4.13 e seguintes: Jesus, ao voltar à Terra, surgirá em companhia dos santos em vida que estavam dormindo!

Quem são os santos que morreram em Cristo e que ressuscitarão primeiro e também nos aparecerão no Dia da Vinda de Jesus?

 “...e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro”. 1 Tessalonicenses, 4.16.

Certamente, os mortos em Cristo que ressuscitarão primeiro, os que viveram santidade em vida, em cujo grupo entram, também, todos os cristãos do Evangelho, tais como Maria, João Batista e os apóstolos, e logicamente todos os que deram a sua vida pelos semelhantes, assim todos os trucidados pelo Império Romano, pelos  papas de Satanás nos seis séculos da Pavorosa Inquisição Católica e muitos mais, todos esses não necessitarão de Julgamento. Então, se esses mortos em Cristo ressuscitarão primeiro, também esses, como todos os ímpios e justos, permanecerão dormindo até o Dia da Volta de Jesus, quando tudo vai ser revelado e tudo acomodado para sempre, eternamente.



 http://apavorosainquisicaocatolica.blogspot.com.br/

Uma pequena Parábola de Jesus, mas muito significativa:

“Igualmente, o reino dos céus é semelhante a uma rede lançada ao mar, e que apanhou toda espécie de peixes. E, quando cheia, puxaram-na para a praia; e, sentando-se, puseram os bons em cestos; os ruins, porém, lançaram fora. Assim será no fim do mundo: sairão os anjos, e separarão os maus dentre os justos”. Jesus, em Mateus, 13.47

Observe abaixo as Palavras de Jesus. Ele afirma que até Sodoma, ao tempo de Abraão, em Gênesis, também ainda vai ser julgada. Ora, quando? É certo que será no Dia de Jesus o que desmente o julgamento particular na hora da morte de cada um, como também  também desmente o insólito Purgatório  com suas almas penadas:

“E tu, Cafarnaum, porventura serás elevada até o céu? até o Hades descerás; porque, se em Sodoma se tivessem operado os milagres que em ti se operaram, teria ela permanecido até hoje.  Contudo, eu vos digo que no dia do juízo haverá menos rigor para a terra de Sodoma do que para ti”.  Jesus, em Mateus, 11.23.

Os que defendem que existem santos no Céu se apegam a preceitos isolados que os agradam segundo suas próprias interpretações. Vejamos como:

“Ora, de um e outro lado, estou constrangido, tendo o desejo de partir e estar com Cristo, o que é incomparavelmente melhor. Mas, por vossa causa, é mais necessário permanecer na carne”.  Paulo, em Filipenses, 1.23.

O apóstolo Paulo também confessou que aguarda o Grande Dia de Jesus para seu ingresso no Reino de Deus:

“Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda”. 2 Timóteo 4.8.

Se tomarmos essa revelação de Paulo de forma isolada, bem parece que ao morrer também ele seguiria para o Céu, mas vejamos quando, realmente, Paulo, segundo a alta sabedoria que lhe foi concedida, revela quando subirá ao Reino de Deus:

me dará naquele Dia;

Paulo revela, mais uma vez, que estará dormindo até naquele dia, ou seja no Grande Dia da Volta de Jesus!   Esse preceito está aliado a 1 Tessalonicenses 4.13 e seguintes.

Paulo reconhece que também ele ressuscitará os mortos somente no Grande Dia de Jesus:

“...para, de algum modo, alcançar a ressurreição dentre os mortos”.  Filipenses, 3.11.

“como também já em parte nos reconhecestes, que somos a vossa glória, assim vós sereis a nossa no dia do Senhor Jesus”.  2 Coríntios 1:14.

Novamente o Evangelho de Paulo está revelando a glória da subida ao Céu somente no Grande Dia da Volta de Jesus!

Portanto, todos os seres humanos, desde Adão até os viventes dos dias de hoje, que faleceram, estão dormindo. Permanecem inconscientes aguardando o Grande Dia da Gloriosa Volta de Jesus à Terra, quando, também, segundo Jesus, na Grande Revelação em Mateus 25.31 a 44, vai premiar eternamente os santos em vida e julgar os que zombaram do Grande Sacrifício do Cordeiro de Deus.  

Jesus repete que os santos que dormem serão acordados no Grande Dia de Sua Volta:

“Não vos maravilheis disto, porque vem a hora em que todos os que se acham nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão: os que tiverem feito o bem, para a ressurreição da vida; e os que tiverem praticado o mal, para a ressurreição do juízo”.  Jesus, em João, 5.28.

Em João, capítulo 6, Jesus revela, por três vezes seguidas, na mesma pregação, que somente na sua Volta todos seremos ressuscitados. João: 6, verso 40; verso 44 e verso 54. Vejamos uma delas:

“Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou não o trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia”. Jesus, em João 6:44.

Os que renegam essa Verdade, se apegam, também, na Parábola do rico e Lázaro, quando o rico vai para o Inferno e Lázaro, o mendigo, vai para o Céu (Lucas, 16.20), não tendo em conta que  Parábolas são contos simbólicos aos quais Jesus usava para ensinar.  Por essa  Parábola exibe o rico indo para o Inferno, mas podendo ver e conversar com Abraão, no Céu, coisa altamente improvável, pois se o Reino de Deus é um Paraíso Perfeito, não pode conter preocupações de espécie alguma, nem ligação de espécie alguma com o Inferno, dessa mesma forma colocada nessa Parábola.

Parábolas não refletem fatos, pois se fosse assim, para ganhar o Céu o homem teria de vender uma grande joia e comprá-lo, o Reino de Deus seria o Seio de Abraão, e assim, segundo a Parábola de Jesus em Mateus, 13.46, se trata apenas de uma comparação, como também da mesma forma a Parábola de Lázaro e o Rico para mostrar ao mundo que a riqueza não conduz ao céu, mas a humildade e o sofrimento sim, mas nenhuma Parábola tem força de Revelação para erradicar todos os diretos preceitos que revelam que ainda não há um só espírito humano no Céu ou no Inferno.

 Segundo a Palavra de Deus Escrita, os que morrem estão descansando:

“Então, ouvi uma voz do céu, dizendo: Escreve: Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fadigas, pois as suas obras os acompanham”.  Apocalipse, 14.13.

Um anjo de Deus avisa a Daniel, o profeta amado por Deus, que ele vai descansar, e no fim dos dias, na Consumação dos Séculos, no Grande Dia de Jesus acordará para receber a Glória no Reino de Deus:


 “Tu, porém, vai até ao fim; porque descansarás, e te levantarás na tua herança, no fim dos dias”. Daniel 12:13, onde revela que também Daniel só alcançará o reino de Deus no Grande Dia de Jesus! Até lá, também o Daniel de Deus vai continuar dormindo, segundo João 14:1-3 e I Tessalonicenses 4:13.

A Revelação abaixo mostra que os mortos dormem, e que serão ressuscitados no Grande Dia de Jesus,  e os justos, os vivos, que estarão habitando a Terra quando Jesus voltar, serão transformados em espíritos de Deus, como Está Escrito em 1 Coríntios, 15.51, segundo o preceito a seguir:

“Eis que vos digo um mistério: nem todos dormiremos, mas transformados seremos todos, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao ressoar da última trombeta. A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados”.  Revelação na Primeira Carta aos Coríntios 15:51.

“Mas, de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem. Visto que a morte veio por um homem, também por um homem veio a ressurreição dos mortos. Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo.  Cada um, porém, por sua própria ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na sua vinda”.  1 Corintios 15:20 a 23.

Por tudo isso, porque todos os mortos do mundo, desde Adão e Eva estão dormindo, fica absolutamente descartado a crença de que há "santos" ou "santas" no Reino de Deus, pelo menos por enquanto. Então fica descartada, biblicamente, também, a teoria espírita da tal reencarnação, pois se Jesus nos revelou que ao falecermos ingressaremos num sono, descansando,  a teoria da reencarnação já está morta. 

“...e o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu”.  Eclesiastes, 12.7.

 “Foi precisamente para esse fim que Cristo morreu e ressurgiu: para ser Senhor tanto dos mortos quanto dos vivos”.  Romanos 14:9.

 “Passarão os céus e a terra, porém as minhas palavras não passarão”. Jesus, em Mateus, 24.35.


Waldecy Antonio Simões.  walasi@uol.com.br

Livre para publicações, desde que os textos não sejam alterados.

Meus blogs:

















http://ainfalibilidadedospapasewabsurda.blogspot.com.br/





























                                                          













































                            












 Waldecy Antonio Simões. walasi@uol.com.br

Todos os meus textos são livres para publicações, desde que os textos não sejam alterados

Eu sou a voz que clama na Internet.

 “Então, no Reino do Pai, os justos resplandecerão como o Sol”.  Promessa de Jesus, em Mateus, 13.43